Veja como foi a comemoração dos 20 anos do GBM

Orgulho e muita emoção marcam a comemoração dos 20 anos do GBM

A manhã de sábado, 17 de dezembro, foi muito especial para o Grupo Brasileiro de Melanoma (GBM). O grupo celebrou, junto com seus associados, convidados e parceiros, os 20 anos de sua fundação em um evento memorável, no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MASP). Além dos presentes, muitas pessoas acompanharam e interagiram com a transmissão ao vivo na página oficial do GBM no Facebook. Entre médicos, leigos e pacientes, todos fizeram questão de testemunhar e apoiar o grande acontecimento.

Conduzido pelo Dr. Elimar Gomes, presidente do grupo, e pela Dra. Mariana Meireles, diretora de mídias sociais e membro da comissão científica, o evento contou com a presença de todos os médicos que já compuseram a diretoria do GBM ao longo de toda a sua existência. O Dr. Lúcio Bakos apresentou uma magnífica aula de história do melanoma e enquanto o Dr. Antônio Carlos Buzaid, de maneira muito didática, apresentou os avanços no tratamento da forma avançada desta neoplasia.  Os sócios fundadores do GBM: Dr. Fernando Almeida, Dr. Mauro Enokihara, Dr. Gilles Landman e Dr. Francisco Belfort, traçaram, juntos, fizeram uma retrospectiva de todo caminho percorrido pelo GBM nas últimas duas décadas, ressaltando todas as suas dificuldades e, com muito orgulho e satisfação, suas vitórias.

“A função do GBM é evitar a morte por melanoma. Foi através de muito estudo, pesquisas e divulgações que conseguimos chegar aos 20 anos, hoje, nessa reunião”, disse o Dr. Lúcio Bakos, presidente da 1ª Conferência Brasileira de Melanoma.

A comemoração também contou com a presença do Instituto Melanoma Brasil, representado pela relações públicas Rebecca Montanheiro e pela dentista Luciana Fiorin, ambas vítimas do melanoma. “A gente nunca imagina que vai acontecer com a gente”, disse Luciana em entrevista ao Dr. Dráuzio Varella. Ela, que tem metástases abdominais e no cérebro, se emocionou ao dizer que o melanoma mudou sua forma de ver a vida e que, por causa da doença, começou a valorizar as pequenas coisas, como dias chuvosos.

Rebecca usou a sua experiência de vida para ajudar outras pessoas que estavam na mesma condição. Com isso, fundou o Instituto Melanoma Brasil, que, hoje, dá suporte aos pacientes com melanoma e desenvolve projetos de conscientização sobre a doença, como a campanha “Eu Senti Na Pele”, lançada em maio de 2016. “O processo de dor e sofrimento que eu passei pode ajudar outras pessoas”, disse. Uma pesquisa feita pelo instituto mostrou que cerca de 40% dos pacientes com melanoma tem como maior dificuldade a aceitação da doença. “Nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos. A gente pode fazer muito pela jornada dos pacientes”, completou a fundadora da ONG.

Ao falar sobre os 20 anos do grupo, o Dr. Elimar Gomes enfatizou que a abordagem multidisciplinar baseada no respeito foi um dos fatores determinantes do seu sucesso. “O foco nessa multidisciplinaridade foi o diferencial para o avanço nos estudos do melanoma e, consequentemente, o crescimento do GBM”, ressaltou o doutor.

No final, os médicos presentes foram homenageados pelos serviços prestados e por terem sido fundamentais no sucesso do grupo. Após a comemoração de seus 20 anos, o GBM quer ir além. Com o objetivo de inovar e ampliar mais ainda o debate e a difusão de informações sobre a doença, a próxima edição da Conferência Brasileira de Melanoma, em 2017, terá eventos paralelos com a presença de institutos relacionados ao tema, pacientes e outros profissionais que podem auxiliar no diagnóstico precoce da doenca. Afinal, o GBM existe por apenas uma razão: o paciente com melanoma, e é gerando essa aproximação que o grupo pretende trilhar um caminho de ainda mais sucesso.

X

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/gbmorg/public_html/wp-includes/functions.php on line 4673